ISSN 1028-4818
versão online

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

 

Escopo e política

POLÍTICA DE PUBLICAÇÃO MULTIMÍDIA
INTRODUÇÃO

Multimed é o corpo científico para a disseminação das ciências médicas em Granma, é editado pelo Centro Provincial de Informação em Ciências Médicas com o objetivo de disseminar o trabalho técnico científico dos profissionais de saúde da província. Publique números de série semestrais, além de suplementos de diferentes tópicos científicos de interesse. É uma ferramenta fundamental para o desenvolvimento da medicina no território de Granma


Finalidade
A política de publicação da Multimed abrange todos os profissionais de saúde (ou vinculados a esse setor) no país (especialmente os pertencentes à província de Granma) com a necessidade de comunicar os resultados de suas produções científicas e de acessá-los gerenciar informações, novos conhecimentos, colaborar, atualizar ou relacionar, desde que cumpram as instruções do autor em vigor e seus artigos sejam avaliados e aprovados pelos árbitros nomeados após discussão no comitê de publicações do Conselho Científico e no Comitê Editorial.
A Multimed visa motivar especialistas e pesquisadores de Ciências Médicas a desenvolver e refinar pesquisas e resolver problemas, além de aumentar o conhecimento nos ramos que os ocupam.


Princípios
1. Responsabilidade institucional

a. Declaração. Quando as informações sobre o setor da saúde (suas atividades, missões, organizações, publicações) são publicadas no Multimed para acesso público, deve haver uma clara responsabilidade por esse conteúdo.
b. Razão. Multimed é uma publicação serial da República de Cuba responsável pela visibilidade da produção científica do território, de forma que qualquer informação publicada sempre tenha um apoio institucional e profissional em correspondência com essa missão.
c. Implicações. Os documentos, imagens ou qualquer recurso publicado na revista e que represente qualquer entidade do território devem ser acompanhados, na melhor medida possível, por uma identificação da organização responsável, da pessoa ou dos responsáveis por essa entidade e da organização. informação publicada.
O conteúdo do que é publicado na Multimed sobre qualquer instituição em nossa província deve mostrar informações claras sobre a missão da unidade, sua finalidade corporativa, as pessoas de contato a serem responsáveis, responsáveis pelo conteúdo desse serviço, para que ele permaneça Responsabilidade clara pelo que é publicado.
2. Suporte, validade e manutenção de informações e serviços
a. Declaração.
É importante que as informações divulgadas no Multimed pelos usuários e suas unidades sejam adequadamente suportadas, mantidas e validadas pela organização responsável.
b. Razão. A administração de cada um dos centros da província ou de outros países do país deve garantir a integridade e autenticidade das informações publicadas na Multimed, para que as informações da sua organização sejam adequadamente representadas e as políticas e regulamentos atuais sejam cumpridos. A responsabilidade com as informações publicadas é independente da crescente flexibilidade do meio e não deve ser um impedimento ao seu uso intensivo e criativo.
c. Implicações. Para garantir esse princípio, é necessário garantir o cumprimento do objetivo corporativo e utilizar os espaços institucionais para avaliar e autorizar a publicação (responsabilidade dos conselhos científicos). A existência de ferramentas cada vez mais flexíveis e simples para facilitar o processo de publicação não está em desacordo com a delimitação da responsabilidade institucional do que é publicado, nem com o cumprimento das regulamentações existentes nessa área. Isso implica a importância de delimitar claramente as publicações institucionais, mesmo que a publicação de documentos tenha uma responsabilidade individual, que deve ser explicitamente limitada. Todo documento deve declarar explicitamente sua origem, autoria e data de produção.


3. Natureza pública da informação
a. Declaração.
Todas as informações publicadas na Multimed são públicas e é de responsabilidade de quem as publica garantir que sejam cumpridos os regulamentos sobre informações públicas em vigor no país.
b. Razão. Existem regulamentos muito precisos sobre a administração das informações do estado, que estabelecem como elas devem ser tratadas; Eles respondem à legislação atual e devem ser respeitados por todas as instituições. O uso da rede está sujeito aos mesmos regulamentos.
c. Implicações. Somente informações públicas para todas ases instituições e organizações que as utilizam podem ser incluídas na rede. As instituições são responsáveis pelo cumprimento deste princípio e devem estabelecer procedimentos para garantir o cumprimento.

4. Serão aceitas todas as produções científicas de pesquisadores em saúde no território nacional que atendam aos requisitos a serem publicados conforme estabelecido nas atuais Instruções dos Autores, as quais serão submetidas a uma revisão por pares dos árbitros designados pelo Comitê Editorial da Revista, que revisará com os demais editores o total dos artigos aprovados.
5. 15 artigos serão selecionados para cada edição a ser publicada e serão evitados devido à oferta por demanda de publicação no mesmo número ou bimestre mais de um artigo do mesmo autor, bem como o mesmo assunto, embora o referido autor possa enviar vários trabalhos a serem analisados, processados e enviados (com o seu acordo) para outros periódicos nacionais ou internacionais.
6. A revista não assumirá a publicação de artigos seriais de congressos, simpósios, oficinas, conferências ou outras atividades científicas, pois sua principal missão é promover e destacar de maneira heterogênea e multidisciplinar o trabalho científico e de pesquisa dos profissionais de saúde do território.
7. A Multimed fornecerá consultoria técnica, científica e profissional a todas as partes interessadas, incluindo cursos de pós-graduação, treinamento, treinamento, oficinas, conferências e outras atividades relacionadas à atividade de publicação científica.
8. O Diretor da Multimed, juntamente com os editores e a comissão de publicações, decidirá a diversidade e os artigos de interesse científico a serem publicados, respeitando a missão e a política editorial da revista, bem como as linhas de pesquisa da província e do país, Que as decisões tomadas a esse respeito devem ser devidamente informadas aos principais autores.
9. Os árbitros elaborarão suas opiniões dentro dos prazos estabelecidos, que serão entregues ao Diretor de Multimídia.
Prazos:
- Revisão pelos árbitros ………………………… 15 días
- Revisão pelo editor acadêmico ………………. 1 semana
- Análise por comissão de publicações. 1 día
10. O Diretor do CPICM garantirá que cada edição da revista esteja disponível no site da província e no INFOMED dentro dos prazos e com a periodicidade estabelecida.
Tipos de artigos a serem publicados
Artigos originais, Editoriais, Cartas ao editor, Resposta ao editor, Revisões bibliográficas, Artigos históricos, Material de apoio ao ensino, Comunicação curta, Obituários, Relatos de casos, Cultura e saúde, Notícias, Reflexão e debate, Curtas contribuições, Experiências de viagens, resenhas de livros, vistas e artigos de opinião. Para a submissão de outros tipos de materiais, a autorização prévia do Comitê Editorial da revista Multimed deve estar disponível. A administração da revista não é responsável pela veracidade ou conflito de qualquer tipo que possa surgir do conteúdo de artigos científicos publicados.

 

Forma e preparação de manuscritos

INSTRUÇÕES GERAIS AOS AUTORES A PUBLICAR EM MULTIMED
Para publicar no MULTIMED, o autor deve se registrar no site da revista Multimed http://www.revmultimed.sld.cu e começar a enviar o artigo através da plataforma. Ao mesmo tempo, você deve endossar o Conselho Científico da a unidade e / ou município que corresponde, bem como a carta de conformidade dos autores ao editor.
Os padrões de publicação de trabalhos científicos estarão em conformidade com os ditados pelo Comitê Internacional de Editores de Revistas Médicas (CIERM), de acordo com o estabelecido em Vancouver.

Os seguintes tipos de publicações podem ser propostos:
1. Editorial
2. Trabalhos originais (IMRYD)
3. Notas experimentais ou breve comunicação
4. Notas clínicas
5. Artigos de revisão
6. Cartas ao Editor
7. Notícias

Outras seções podem ser: artigos históricos, material de apoio ao ensino, obituários, relatos de casos, cultura e saúde, notícias, reflexão e debate, contribuições curtas, experiências de viagem, resenhas de livros, pontos de vista, artigos de opinião, Conferência Clínica (Patológica ou Epidemiológica, Estatística, Arte e Medicina, bem como variedades especiais de artigos originais: estudo controlado randomizado, estudo multicêntrico, etc.

Os trabalhos devem apresentar a seguinte ordem:
I. Título (máximo de 15 a 20 palavras), Autor (es), Instituição (s), Direção (s) e notas acadêmicas não burocráticas (grau científico e categoria de ensino), identificador ORCID de cada autor. Taxas administrativas e de gerenciamento estão excluídas.
II Resumo (150 a 250 palavras, dependendo do tipo) Estruturado apenas quando todos os autores pertencem à mesma instituição.
III Texto: Classificado de acordo com estes 4 títulos independentes nas obras originais:
1. introdução
2. Métodos
3. Resultados
4. Tabelas e figuras: Não mais que 5 em cada artigo.
5. Discussão
6. Referências: Citações em periódicos: 75% dos últimos 5 anos; livros: porcentagem igual dos últimos 5 a 7 anos.
7. Agradecimentos, se você os tiver.
8. Anexos, se você os tiver.

AS SEGUINTES SEÇÕES SÃO PREFERIDAS ANTERIORMENTE:
1. EDITORIAL:
Uma declaração de opiniões, crenças e política do editor ou editor da revista, sobre assuntos de interesse médico ou científico. Trabalhos que expressam um estado de opinião ou envolvem atualizações sobre um tópico científico específico, escritos pelo diretor, secretária da revista ou professor convidado. Evite menções a aniversários, congressos ou prêmios. Extensão: 2 páginas. Um único autor, apoiado em referências bibliográficas.
2. TRABALHO ORIGINAL: Descreva os resultados originais da pesquisa
De preferência pesquisas clínicas ou experimentais prospectivas e outras contribuições originais sobre etiologia, fisiopatologia, patologia, epidemiologia e métodos de diagnóstico e tratamento. Eles devem ser uma contribuição significativa no campo da pesquisa.
Extensão: 8 a 15 páginas, incluindo tabelas e figuras, tipo de letra: calibri 12 pontos, 1,5 espaço interlinear.
Número de autores: até 5 (se o número for maior, a contribuição de cada um será esclarecida por escrito, mas apenas em casos excepcionais).
Número de tabelas e figuras: 5 no total
Número de referências bibliográficas: até 15
3. NOTAS EXPERIMENTAIS OU COMUNICAÇÃO BREVE:
Bem argumentado e apresentado com os resultados finais ou preliminares da pesquisa: avanços nas técnicas de diagnóstico ou tratamento ou outras observações suficientemente interessantes que justifiquem sua publicação mais rapidamente. Eles devem contemplar: objetivos, métodos, resultados precisos e uma excelente discussão. Eles também são considerados "artigos curtos".
Extensão do texto: tipo de página de 4 páginas: calibração 12 pontos, 1,5 espaço interlinear.
Número de tabelas e figuras: até 3
Referências: Até 10
4. NOTAS CLÍNICAS
Descrição de um ou vários casos clínicos de observação excepcional ou de um novo aspecto de uma doença ou síndrome previamente conhecida, que constituem uma contribuição de especial interesse para o conhecimento do assunto ou do processo descrito. Sua estrutura é a seguinte: Introdução, Casos clínicos e Comentários.
Extensão do texto: tipo de página de 4 páginas: calibração 12 pontos, 1,5 espaço interlinear.
Número de autores: até 3
Número de tabelas e figuras: até 3
Referências: Até 10
5. ITENS DE REVISÃO
Eles se referem a um material já publicado, onde o estado atual da pesquisa sobre um tópico específico é coletado, analisado e sintetizado. O autor deve indicar o objetivo da revisão, bem como as fontes e métodos de busca de referências. As revisões podem ter um escopo grande ou pequeno, desde que sejam atuais. Estrutura básica:
1. Resumo
2. Introdução
3. Desenvolvimento
4. Conclusões
5. Referências bibliográficas (de 25 a 50)
Extensão: Tipo de letra entre 12 e 15 páginas: calibração 12 pontos, 1,5 espaço interlinear.
Número de tabelas e figuras: até 5
Número de autores: 4
6. CARTAS AO EDITOR
Relacionado a comentários ou objeções relacionadas a artigos publicados na revista. Relatório de uma conclusão prévia ou preliminar de uma investigação inacabada, em texto breve. Esta seção visa permitir uma troca ágil de conhecimentos e experiências de qualidade entre os leitores da revista.
Comprimento máximo: fonte de 2 páginas: calibração 12 pontos, 1,5 espaço interlinear.
Número de autores: 1 ou 2
Referências: Até 10
7. NOTÍCIAS
Relatórios e notícias da empresa. Anúncios de eventos científicos. Relatórios e relatórios de conferências, cursos, reuniões e congressos. Solicita prêmios e bolsas de estudo.

PREPARAÇÃO DO MANUSCRITO DE TRABALHO ORIGINAL E NOTAS EXPERIMENTAIS
I.a) TÍTULO: É uma das partes mais importantes do trabalho, pois será lida por centenas ou milhares de pessoas. Deve ser escolhido com muito cuidado para que seja breve, claro, atraente e codificável. Máximo: 15 a 20 palavras. Nenhum uso de legendas, abreviações, acrônimos ou jargões e ordenado de geral para particular, capaz de expressar o conteúdo do texto e poder ser registrado em índices nacionais e internacionais. Evite palavras supérfluas no título, a saber: "Estudo sobre ...", "Pesquisa sobre ...". "Análise dos resultados ...", etc.
b) AUTORES: Nomes completos de todos os autores, com seus graus acadêmicos (não burocráticos) e científicos. Nome e endereço institucional ou particular do autor a quem a correspondência e o email devem ser endereçados (se você tiver um). Identificador ORCID de todos os autores.
c) INSTITUIÇÃO: Nome ou nomes dos centros onde o trabalho foi realizado.
II RESUMO O resumo será conciso (150 a 250 palavras), dependendo do tipo. Deve incluir: Objetivo (qual foi o principal problema que motivou o trabalho e qual o objetivo do estudo), métodos (como o trabalho foi realizado), resultados (quais foram os principais resultados) e conclusões (quais foram as conclusões mais importantes). Não deve incluir abreviações ou referências bibliográficas e seu conteúdo deve ser inteligível sem ter que recorrer a qualquer outro texto, tabela ou figura.
III.TEXT. A premissa fundamental é que a escrita científica e técnica deve ser entendida desde a primeira leitura pelo leitor comum que conhece a disciplina geral, mas que não é especialista no assunto específico da pesquisa. O texto compreende 4 títulos independentes:
a) INTRODUÇÃO. Você deve expor de forma concisa e concisa o problema, com análise de fundo; Estabeleça claramente o objetivo do estudo, bem como a hipótese que se pretende testar, e não inclua resultados ou conclusões do trabalho que você está divulgando.
b) MÉTODOS. Esta parte deve ser escrita com muita clareza, fornecer as informações necessárias para outro pesquisador repetir o estudo, descrever o desenho geral da pesquisa e definir o universo e a amostra, bem como as técnicas e métodos aplicados, as variáveis e os termos e análises estatísticas; mas também indique os materiais e equipamentos utilizados, com sua marca e modelo. Em qualquer referência a medicamentos, o nome genérico será usado. Nos produtos químicos, se o nome comercial for usado, ele será escrito entre colchetes, precedido pelo nome genérico. Se forem administrados medicamentos, especifique a dosagem e as vias.
Quando necessário, o método estatístico seguido e os motivos de sua escolha serão mencionados. Se estes são procedimentos usuais, apenas as referências serão citadas; se os métodos publicados não forem bem conhecidos, será feita uma breve descrição e a cotação será delimitada; se de métodos novos ou substancialmente modificados, eles serão explicados de forma concisa para que possam ser reproduzidos.
O uso não técnico de termos estatísticos como aleatório, normal, significativo, correlação, amostra, validade etc. será evitado.
Aspectos éticos serão levados em consideração quando seu trabalho os exigir.
c) RESULTADOS. Os resultados se relacionam, não interpretam as observações. É
a parte mais curta e essencial do artigo, pois representa o novo conhecimento que está sendo contribuído.
Os dados devem ser breves, claros, precisos e sem excesso de palavras. Apenas os resultados mais relevantes, incluindo aqueles contrários à hipótese formulada, serão mencionados.
O texto é a forma principal e mais eficiente de apresentar os resultados, devendo ser apresentados por escrito. Um bom texto não requer tabelas ou figuras, que são usadas apenas para reforçar as informações, não para duplicá-las, para que sejam usadas quando seu conteúdo não puder ser claramente explicado no texto.
A única razão válida para incluir material ilustrativo é melhorar a apresentação do conteúdo científic.
d) DISCUSSÃO. Testa a inteligência, criatividade, atualização e ética do autor. A discussão deve se referir aos aspectos novos e importantes do estudo e não pretende repetir as informações fornecidas na introdução ou nos resultados, mas discuti-las.
Aqui os resultados apresentados no contexto do conhecimento existente sobre o assunto serão analisados e seus significados e limitações serão explicados; as semelhanças e diferenças entre esse trabalho e o de outros autores serão apontadas e eles emitirão critérios (coincidentes ou não) para que o leitor possa chegar a conclusões apropriadas.
e) CONCLUSÕES
As conclusões devem ser breves, claras e precisas. Propor novas hipóteses quando houver justificativa para isso, mas identificá-las claramente como tais.
As conclusões são preferencialmente escritas em forma de parágrafo.
O vínculo das conclusões será estabelecido com os objetivos do estudo, mas sem fazer declarações e inferências que não sejam totalmente suportadas pelos dados obtidos na investigação.
f) AGRADECIMENTOS. Serão mencionadas as pessoas ou entidades que contribuíram decisivamente para a realização do trabalho. Cite pessoas que devem ser reconhecidas, mas cuja participação não justifica seu status como autor.
g) REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (conforme adaptação cubana do estilo Vancouver)
As referências serão listadas e colocadas em ordem de aparência no texto. Eles permitem identificar as fontes originais dos artigos revisados, de modo que apenas os importantes, relacionados ao seu trabalho e publicados em revistas ou livros, devem ser selecionados. Comunicações pessoais ou trabalhos não publicados não serão incluídos; estes serão mencionados no texto (entre parênteses). Os trabalhos aceitos por outras revistas, que não foram publicados, serão adicionados entre parênteses (no prelo).
Evite usar resumos, teses residentes e outros documentos não acessíveis ao leitor como referências; Eles prejudicam seu trabalho, porque são materiais não recuperáveis. Em casos essenciais, a tese de residentes ou doutorados não publicados será anotada na parte inferior da página ou entre parênteses no texto.
O número de citações bibliográficas será limitado ao mínimo necessário para a compreensão de seu trabalho.
h) TABELAS. Tabelas, gráficos ou figuras devem ser incluídos nos resultados conforme mencionados, devem ser fechados e o tamanho não excede uma captura de tela.
Serão apresentados consecutivamente identificados com algarismos arábicos e
mencionado no texto.
i) figuras. Fotografias, gráficos, desenhos, esquemas de
computadores, outras representações e fórmulas não lineares terão numeração arábica consecutiva. Evite repetições entre figuras, tabelas e texto, bem como as estritamente necessárias. Figuras, fotos e imagens não devem exceder 580 pixels.
j) ABREVIATURAS E SÍMBOLOS. Eles devem ser precedidos pelo nome completo na primeira vez em que aparecem no texto. Serão utilizados aqueles de uso nacional e internacional.
k) SISTEMA INTERNACIONAL DA UNIDADE (SI): Todos os resultados laboratoriais clínicos devem ser relatados em unidades SI. Se você deseja adicionar unidades tradicionais, elas serão escritas entre parênteses.

 

 

Envio de manuscritos

Formato digital para os editores da revista.

[Home] [Sobre esta revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]


Licencia Creative Commons

Todo o conteúdo da revista, está sob uma licença
https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/deed.pt_BR

A revista on-line é o acesso livre e aberto.

© 1997 RNPS 1853

Rua Céspedes entre Figueredo e Saco. Bayamo, Granma.
Código Postal 85100, Granma, Cuba
Telefone: 23424464 23426057

rmultimed@infomed.sld.cu