SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 número4Política pública transcultural y factores no adherentes al TARGA del VIH-sida etnia Perú-Amazónica Kusu PagataEvaluación del desempeño profesional de enfermeros asistenciales bajo la teoría de Patricia Benner índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

  • No hay articulos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Revista Cubana de Enfermería

versión impresa ISSN 0864-0319versión On-line ISSN 1561-2961

Resumen

GONCALVES DIAS, Ernandes; DIAS SOUZA, Sheila Patrícia  y  PEREIRA GOMES, Josicleia. A obtenção de conhecimento sobre ergonomia e percepção do risco ergonômico na perspectiva do enfermeiro. Rev Cubana Enfermer [online]. 2020, vol.36, n.4, e3520.  Epub 01-Dic-2021. ISSN 0864-0319.

Introdução:

Os riscos ergonômicos presentes nos ambientes de trabalho produzem importantes contribuições negativas à saúde dos profissionais de enfermagem e por isso merecem atenção adequada.

Objetivo:

Identificar estratégias de obtenção de conhecimento sobre ergonomia e a percepção do risco ergonômico na perspectiva de enfermeiros da rede pública de saúde.

Métodos:

Trata-se de um estudo descritivo e qualitativo etnográfico realizado com seis enfermeiros atuantes na rede pública de saúde de Mato Verde, Minas Gerais, Brasil. Os dados foram coletados no mês de agosto de 2019 por meio de uma entrevista semiestruturada aplicada individualmente ao profissional em seus locais de trabalho em dia e horário agendado previamente e gravadas em áudio por um aplicativo de voz e analisadas mediante a Análise do Conteúdo de Bardin.

Resultados:

Os enfermeiros têm conhecimento adequado sobre o conceito e a aplicação da ergonomia, obtido durante a formação e em capacitações pontuais no trabalho. As condições que na percepção dos enfermeiros configuram riscos ergonômicos estão relacionadas às posturas inadequadas e ao esforço físico empregado na realização de tarefas, às jornadas de trabalho e ao mobiliário.

Conclusão:

Vale destacar a importância de investir na implementação de estratégias de obtenção e aprimoramento do conhecimento para que sejam constantes nos ambientes de trabalho. Assim, os gestores devem ser parceiros para promover uma cultura de prevenção do risco ergonômico no trabalho.

Palabras clave : conhecimento; riscos ocupacionais; ergonomia; enfermeiras; enfermeiros.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués