SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número2Análisis toxicológico de la fase I del exudado del fruto de Mangifera indica L.Actividad biológica de los aceites esenciales de Acmella ciliata (Kunth) Cass índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

  • No hay articulos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Revista Cubana de Plantas Medicinales

versión On-line ISSN 1028-4796

Resumen

MACEDO DELARMELINA, Juliana; PIMENTEL BATITUCCI, Maria do Carmo  y  DE OLIVEIRA GONCALVES, Jefferson Luiz. Efeitos citotóxico, genotóxico e mutagênico da tintura de Matricaria chamomilla L. in vivo. Rev Cubana Plant Med [online]. 2012, vol.17, n.2, pp.149-159. ISSN 1028-4796.

Introdução: Matricaria chamomilla L. é uma planta pertencente à família Asteraceae cujo nome popular é camomila branca. Suas flores possuem diversas substâncias com propriedades terapêuticas para cura e prevenção de diversos males, dentre eles, desconforto gastrointestinal, inflamações, estresse e hipertensão. Objetivos: avaliar a atividade citotóxica, genotóxica e mutagênica in vivo da tintura vegetal de Matricaria chamomilla utilizando o ensaio de micronúcleo em medula óssea de roedores, n= 6/grupo e o teste em Allium cepa L. Métodos: para a realização do ensaio de micronúcleo foram determinados 6 grupos experimentais, os quais foram administrados: cisplatina (controle positivo), solução salina 0,9 % (controle negativo), álcool etílico 64 % (controle solvente da droga), tintura de Matricaria chamomilla 0,02 e 0,1 µL/g/d proporcionais a 20 e 100 gotas diárias, respectivamente, considerando-se um indivíduo adulto de 75 kg, e dosagem supra-clínica (400 µL/d). Os animais foram expostos a 5 d de tratamento e sacrificados no sexto, com exceção do controle positivo. Para a realização do teste em Allium cepa foram determinados 5 grupos experimentais, os quais foram administrados: água destilada (controle negativo), tintura de Matricaria chamomilla nas concentrações de 1 e 5 mg/mL e álcool 64 % diluído nas mesmas proporções que a tintura (controle solvente da droga 1 e 2). Resultados: os resultados demonstraram que a tintura de Matricaria chamomilla não foi mutagênica, genotóxica e citotóxica nas concentrações testadas, com exceção da dosagem supra-clínica, que apresentou mutagenicidade. Conclusões: a tintura de Matricaria chamomilla quando administrada em dosagens proporcionais às preconizadas para humanos, não demonstrou citotoxicidade e mutagenicidade para camundongos e genotoxicidade em Allium cepa, chamando atenção para seu uso sob cautela em elevadas quantidades.

Palabras clave : tintura; Matricaria chamomilla L.; citotoxicidade; genotoxicidade; mutagenicidade; micronúcleo; Allium cepa L..

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons