SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 número5Incidencia de la dispensación de fármacos antihipertensivos en farmacias del municipio Bayamo. Granma. Diciembre 2019Caracterización de los factores predisponentes de la conducta sexual en parejas infértiles. Guisa. Enero - Diciembre. 2018 índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

  • No hay articulos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Multimed

versión On-line ISSN 1028-4818

Resumen

CAMACHO VELIZ., Idalmis et al. Bloqueio do nervo dorsal do pênis na analgesia pós-operatória em cirurgia de fimose. Hospital Pediátrico Hermanos Cordové. Abril 2017-2018. Multimed [online]. 2020, vol.24, n.5, pp.1009-1021.  Epub 07-Sep-2020. ISSN 1028-4818.

Introdução:

obter analgesia pós-operatória adequada em cirurgia pediátrica tornou-se um dos objetivos mais importantes da anestesia contemporânea, para a qual diversos métodos são utilizados, entre eles o bloqueio dos nervos sensoriais.

Objetivo:

descrever os resultados do bloqueio do nervo dorsal peniano para analgesia pós-operatória após cirurgia de fimose.

Método:

estudo descritivo prospectivo comparativo realizado no Hospital Pediátrico Hermanos Cordové da cidade de Manzanillo no período de abril de 2017 a 2018, cujo universo foi constituído por 80 pacientes internados e operados eletivamente em cirurgia de fimose, divididos aleatoriamente em dois grupos aos quais foi aplicada a técnica de anestesia geral e bloqueio do nervo dorsal do pênis e em outro grupo foi aplicada a técnica de anestesia geral combinada com opioides.

Resultados:

a faixa etária com maior incidência de casos foi de 4 a 6 anos no grupo estudo para 52,5% e no grupo controle de 7 a 9 anos para 47,5%. A idade média no grupo de estudo foi 4,77 com DP + _1,95 e no grupo controle foi encontrada uma média de 5,95 com DP + _ 2,16, não houve complicações relacionadas à técnica e 36 pacientes não teve dor (90%).

Conclusões:

podemos considerá-la uma técnica anestésica com complicações mínimas, favorecendo a recuperação anestésica em curto prazo, que se reflete na alta precoce, reduzindo o tempo de internação e reduzindo os custos familiares e institucionais.

Palabras clave : Pênis; Fimose; Analgesia; Bloqueio nervoso.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )