SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.97 número6La competencia sociohumanista: componente esencial del profesional de la saludLa socialización ética y el sector de la salud. Contradicciones y potencialidades en el momento actual índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

  • No hay articulos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Revista Información Científica

versión On-line ISSN 1028-9933

Resumen

FUENTES PELAEZ, Alexis; ANDALIA RICARDO, Eduardo; HURTADO DE MENDOZA AMAT, José  y  JIMENEZ HERNANDEZ, Josefa. Tumores malignos. Avaliação da qualidade dos diagnósticos pre-mortem. 1993-1999. Rev. inf. cient. [online]. 2018, vol.97, n.6, pp.1149-1159. ISSN 1028-9933.

Introdução:

o câncer em Cuba é considerado um problema nacional de saúde porque ocupa a segunda causa de morte no país, e o objetivo primordial de nosso sistema de saúde é prolongar a quantidade e a qualidade da vida humana.

Objetivo:

avaliar o comportamento dos tumores malignos e a qualidade dos diagnósticos pre-mortem.

Método:

foi realizado um estudo em necropsias realizadas consecutivamente no Hospital Geral de Ensino "Dr. Agostinho Neto "Guantánamo, no período desde o último trimestre de 1993 até dezembro de 1999. De um total de 5359 necropsias, 926 malignidades como causa básica de morte foram diagnosticados, o que constituiu o nosso universo de estudo. Que foram usados ​​para critérios causas de morte, causas básicas, directos de morte, seleccionados com base numa correlação clínico-patológico, incluindo qualquer desordem funcional ou alteração bioquímica como uma causa directa da morte analisados.

Resultados:

entre os primeiros dez locais de origem, o pulmão ocupou o primeiro lugar, com um quarto dos casos, e a próstata como a segunda causa de adoecer e morrer de câncer. Subjacente a causa da morte como tumor maligno respondendo por 89,8%, enquanto broncopneumonia, embolia pulmonar e terminais representaram mais de metade dos mortos no que broncopneumonia, sozinho, afetou mais a terceira parte. Uma alta porcentagem de discrepâncias diagnósticas foi observada ao avaliar cada caso individualmente.

Conclusões:

a faixa etária mais acometida foi de 65 a 74 anos, com predomínio do sexo masculino. Os tumores malignos com maior incidência foram os do pulmão, próstata e colo do útero. A broncopneumonia foi a causa direta mais frequente de morte. Houve uma menor porcentagem de discrepância diagnóstica clínico-patológica para a causa básica da morte, mas não para a causa direta da morte.

Palabras clave : tumores malignos; diagnóstico pre-mortem; neoplasias primárias; neoplasias secundárias.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )