SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.100 número4Nivel de conocimientos sobre la COVID-19 en pacientes con urgencias estomatológicasTuberculosis farmacorresistente en provincia Guantánamo, 2010-2019 índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

  • No hay articulos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Revista Información Científica

versión On-line ISSN 1028-9933

Resumen

GRANADOS-PEREZ, Gabriel et al. Caracterização de recém-nascidos com depressão cardiorrespiratória no Hospital Gineco-obstétrico “Fé del Valle Ramos”, Granma. Rev. inf. cient. [online]. 2021, vol.100, n.4, e3438.  Epub 24-Jun-2021. ISSN 1028-9933.

Introdução:

A depressão cardiorrespiratória neonatal é um problema clínico que, dependendo de sua etiologia, leva a alta morbidade neurológica e alta mortalidade.

Objetivo:

Caracterizar o recém-nascido com depressão cardiorrespiratória no serviço de Neonatologia do Hospital Gineco-obstétrico "Fé del Valle Ramos", Manzanillo, Granma.

Método:

Foi realizado um estudo retrospectivo, observacional, descritivo e transversal. Foram selecionados oitenta e oito lactentes que atenderam aos critérios de inclusão de um recém-nascido com depressão cardiorrespiratória. Os dados foram coletados no período de janeiro de 2017 a dezembro de 2018. Foram consideradas as seguintes variáveis: índice de Apgar, anos de estudo, sexo, tipo de depressão cardiorrespiratória, peso ao nascer, fatores maternos, idade gestacional e condições associadas.

Resultados:

A depressão grave ao nascer prevaleceu na maioria dos neonatos (56,8%). Prevaleceram os recém-nascidos de bom peso (73,9%) e a termo (77,2%). Infecções maternas (45,5%) durante a gestação, tempo prolongado de ruptura da membrana (31,8%) e presença de líquido amniótico mecônio (30,7%) foram os fatores maternos mais associados ao neonato deprimido.

Conclusões:

Infecções maternas, ruptura prematura de membranas, presença de líquido amniótico mecônio, partos cesáreos, nuliparidade, prematuridade e gravidez na adolescência, são alguns dos fatores de risco relacionados neste estudo que estão intimamente ligados ao predomínio dessas condições na recém-nascidos deprimidos.

Palabras clave : depressão neonatal; Apgar baixo; morbidade neurológica; recém nascido.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )