SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número4La diversidad biológica y su tratamiento desde tareas problémicas ambientalesAtención integrada a la primera infancia: concepción para su logro índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

  • No hay articulos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Mendive. Revista de Educación

versión On-line ISSN 1815-7696

Resumen

GOMEZ VELOZ, Gilma  y  GARCIA GONZALEZ, Máryuri. Competências emocionais na formação profissional do gestor sociocultural. Rev. Mendive [online]. 2021, vol.19, n.4, pp.1310-1324.  Epub 10-Dic-2021. ISSN 1815-7696.

Este artigo aborda a questão das competências emocionais na formação profissional do gestor sociocultural, reconhecendo a necessidade de desenvolver essas competências nos estudantes universitários, para uma gestão sociocultural que corresponda às demandas da sociedade cubana atual. A pesquisa foi realizada a partir de um desenho qualitativo com a utilização de métodos teóricos como histórico-lógico, analítico-sintético e sistêmico-estrutural; além de métodos empíricos como a análise documental, o survey e a entrevista semiestruturada. O objetivo foi caracterizar as competências emocionais no processo de formação profissional dos alunos de Gestão Sociocultural para o Desenvolvimento da Universidade de Pinar del Río "Hermanos Saíz Montes de Oca". Como resultado, foi demonstrado que as competências emocionais são conhecimentos que conseguem integrar os recursos necessários para cumprir o papel do gestor sociocultural, o que exige competências emocionais como consciência emocional, autonomia emocional, regulação emocional, competência para a vida e bem-estar e social. competência. Evidenciouse que as competências emocionais são consideradas um tipo de competência profissional e revelouse que o desenvolvimento alcançado pelos alunos em relação a essas competências não contribui para o efetivo cumprimento do desempenho profissional do gestor sociocultural. Como principal conclusão, determinou-se que é sentida necessidade de alunos e professores promoverem o desenvolvimento de competências emocionais no processo de formação profissional de gestores socioculturais, uma vez que estas passam a ser conhecimentos que conseguem integrar os recursos necessários para tornar mais futuras atuações. profissional eficiente.

Palabras clave : competências emocionais; formação profissional; gestão sociocultural para o desenvolvimento.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español | Inglés     · Español ( pdf ) | Inglés ( pdf )